Acadêmicos de Jornalismo da Unochapecó realizam viagem de intercâmbio para Buenos Aires

dezembro 11, 2009 at 11:19 am (Uncategorized)

Ana Paula Bourscheid

No dia 27 de novembro os acadêmicos do curso de Jornalismo da Unochapecó participaram de uma viagem de estudo a Buenos Aires. O objetivo foi conhecer os meios de comunicação da capital Argentina e o papel do jornalista no país.

A viagem foi orçada em R$ 13 mil, o centro acadêmico do curso de jornalismo (CA) contribui com R$ 2 mil, segundo o coordenador do curso de jornalismo da Unochapecó e organizador da viagem Jorge Arlan de Oliveira Perreira. A divisão dos gastos permitiu que o participante da viagem não gastasse em transporte e hospedagem.

O intercâmbio teve duração de cinco dias. Os acadêmicos visitaram a TV pública, Radio de lãs Madres, Radio Nacional, Jornal Clarim, Jornal Miradas del Sur, Associação dos Trabalhadores da Prensa de Buenos Aires (ATPA), Museu histórico Nacional, Museu de Belas Artes, Universidade Nacional de Quilmes e o Cemitério do Ricoleta.

A televisão pública tem mais de 58 anos de existência. O atual prédio foi inaugurado, para servir como apoio às transmissões dos jogos da Copa do Mundo de 1978. O canal sete, como é conhecido possui seis estúdios de gravações e palcos para apresentação ao vivo.

A Rádio Nacional Argentina está instalada no prédio que é uma cópia do edifício da Rádio BBC de Londres.  A construção foi feita com paredes duplas e ocas no centro, protegendo ruídos externos e internos. O prédio foi construído para abrigar a rádio, redação de um jornal, uma revista e uma gráfica. A programação da Radiodifusão Argentina para o Exterior (RAE), já possui 51 anos. São transmitidas notícias em seis idiomas, alemão, japonês, inglês, português, francês, italiano e também a língua nacional.

O maior problema da comunicação de Buenos Aires é a não exigência do diploma para jornalista.  Para a presidente da ATPA, formada em pedagogia Beatriz, “todo cidadão é comunicativo e por isso pode se expressar e exercer a função de jornalista”.

Segundo o acadêmico do segundo período do curso de jornalismo Gilberto Bortese, o grande contraste entre Brasil e Argentina é o diploma, “enquanto nós lutamos para a exigência, eles não estão preocupados e falam em liberdade de expressão. Na minha opinião, a qualidade de informação na argentina é minimizada”.

Buenos Aires foi fundada em 1536, é a maior cidade da Argentina com 3 milhões de habitantes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: